quarta-feira, 26 de setembro de 2007

ATÉ O FMI...

Não completamente extintos os ecos das notícias das dificuldades sentidas por banqueiros franceses e ingleses (BNP Paribas, através do encerramento no dia 9 de Agosto de três dos seus fundos de investimento e Northern Rock) e após a decisão do FED de descer a taxa de referência em 0,5%, surgiu o FMI[1] a dar conta de mudanças na apreciação que semestralmente elabora sobre a evolução da economia mundial, motivada pelo clima que se vive no sector financeiro mundial.

Contrariando a generalidade dos discursos optimistas, o Global Financial Stability Report, que aquele organismo publica semestralmente, vem confirmar a possibilidade da desaceleração do crescimento económico ao mesmo tempo que admite que os desequilíbrios provocados pela actual conjuntura serão mais graves e profundos que o inicialmente esperado.

É voz popular que uma desgraça nunca vem só, e no caso concreto a este avolumar de más notícias juntou-se a contínua desvalorização do USDólar face ao Euro e, cúmulo dos cúmulos, após as beatíficas declarações do ministro das finanças português, proferidas nos últimos dias, eis que hoje mesmo o BPI informou[2] a sua decisão de extinção do Fundo BPI Renda Trimestral.

Por muito que tenham sido ponderados os interesses dos participantes e que a administração do banco assegure o integral reembolso de capital e o pagamento do rendimento referente ao trimestre que agora se vence, apenas os mais ingénuos acreditarão que não foram razões de natureza financeira – dificuldades resultantes dos activos que compõem a carteira daquele fundo – as que estiveram subjacentes à decisão e que este pode apenas ter sido o primeiro sinal.

Bem podem os responsáveis políticos e os gurus e analistas financeiros virem a terreno defender e explicar que tudo continua bem na dolarlândia, enquanto o avolumar de pequenas e grandes notícias continua a demonstrar o contrário.

Sigamos os próximos episódios...
___________
[1] Ver, por exemplo, esta notícia do DIÁRIO DIGITAL
[2] Ver notícia do DIÁRIO ECONÓMICO

1 comentário:

antonio disse...

Pelos vistos os rapazes do BPI não ouviram as declarações do ministro...