terça-feira, 9 de junho de 2015

MITO URBANO

Após décadas de falsas promessas e ocas declarações não pode já espantar que as intervenções dos responsáveis políticos nacionais primem por uma constante efabulação, agora que estes levem aquele processo aos limites do racional enfermará já do foro psicológico.

Quando, em nome dumas eleições que se avizinham e esquecendo que não falam apenas para os seus apaniguados, aqueles se arrogam a produzir afirmações como aquela onde «Passos Coelho diz que é um "mito urbano" que tenha incentivado jovens a emigrar», diz bem dos estado mental de confusão dum mentiroso compulsivo que depois de ter tentado negar a realidade, quando em Janeiro de 2013 e em Paris afirmou taxativamente que «"Ninguém aconselhou os portugueses a emigrarem"», atingiu agora a fase onde começa a acreditar nas próprias mentiras.


Uma vez que, por definição, o mito urbano consiste em narrativas de carácter fantástico ou sensacionalista, amplamente divulgadas (de forma oral nos primórdios e agora mediante recurso às novas tecnologias por e-mail ou pela internet), que constituindo uma espécie de folclore moderno são frequentemente divulgadas como sendo factos acontecidos ao "amigo de um amigo" ou de conhecimento público, aqui deixo um vídeo das declarações de Passos Coelho, em entrevista ao "Correio da Manhã"...

video

e a referência a uma peça da RTP que nunca ouvi refutada e que negam a ideia do mito e confirmam a mentira.

Sem comentários: